A cárie dentária é uma das doenças com maior prevalência na população mundial. Pode ser caracterizada por uma destruição dos tecidos duros do dente (esmalte, dentina e cemento) e é provocada por bactérias que desmineralizam estes tecidos através da segregação de ácidos.

A Dentisteria é a área da Medicina Dentária responsável pela restituição da correcta anatomia dos dentes quando estes são afectados pela cárie dentária. O tratamento passa pela completa remoção do tecido do dente que esteja contaminado e pelo preenchimento da cavidade resultante com materiais restauradores (a amálgama dentária e a resina composta).

A Dentisteria resolve ainda os problemas resultantes de fracturas dentárias ou traumatismos, malformações da coroa dentária ou alterações de cor que os dentes possam apresentar.

O controlo da cárie dentária é uma das preocupações principais da medicina dentária. O ideal será que esta seja evitada ou que seja diagnosticada numa fase inicial (antes de o dente começar a doer). Desta forma os dentes serão tratados com uma destruição mínima, não perdendo practicamente a sua resistência e porlongando a sua permanência saudável em boca. Para que a cárie dentária seja controlada de forma regular, é fundamental fazer, no mínimo, uma consulta de medicina dentária a cada 6 meses, realizando radiografias de controlo.