A Prostodontia é uma das áreas da Medicina Dentária mais procurada pelos nossos pacientes. Permite-nos repor os dentes perdidos ao longo dos anos, devolvendo ao paciente a estética e a função mastigatória.

O tipo de próteses colocadas pode ser dividida em removível ou fixa. As removíveis são aquelas que o paciente necessita de remover para fazer a sua higiene, enquanto as fixas apenas poderão ser removidas por profissionais de saúde oral.

As opções fixas são mais cómodas, mais estéticas e devolvem de forma muito mais eficaz a função mastigatória perdida. As possibilidades são imensas, desde facetas, coroas individuais, pontes sobre dentes ou sobre implantes, parciais ou totais, tudo dependendo das necessidades de cada caso. Para além da função mastigatória e da estética, aumentam a segurança e a auto-estima do paciente visto as suas características corresponderem de forma mais fiel às dos dentes naturais.

As próteses removíveis são formas mais simples e económicas que permitirão, em certos casos, devolver um conforto e qualidade de vida satisfatórios. Noutros casos, servem como próteses transitórias enquanto a prótese fixa definitiva ainda não tiver sido colocada.

Independentemente do tipo de prótese escolhido, é de realçar a grande importância da substituição dos dentes perdidos na medida em que, por cada dente perdido, mais esforço será exigido aos dentes remanescentes. Por outro lado, sempre que perdemos um dente e este não é reposto na arcada dentária, os dentes vizinhos e oponentes tendem a mexer-se ocupando o lugar deixado vago. Este comportamento dos dentes vizinhos pode mesmo por em causa no futuro a colocação de uma prótese correctamente ajustada.

Por último, refira-se que a falta de dentes pode representar uma menor eficácia mastigatória, o que prejudicará o próprio sistema digestivo do paciente.